Cúpula da UEB participa de live com deputado federal. E daí?

No dia 9 de novembro, o diretor-presidente da UEB, Rafael Macedo, participou de uma live com o deputado federal goiano, Major Vitor Hugo (PSL). Com o tema “escotismo”, o evento também contou com as participações da diretora-presidente do Conselho de Administração Nacional, Isabelly Castro, e do diretor de métodos educativos, Celso Menezes. Todos eles representando a UEB – “Escoteiros do Brasil” no encontro.

O deputado Vitor Hugo, do Partido Social Liberal (PSL), é também presidente da frente parlamentar escoteira, cujo objetivo é defender e promover o movimento escoteiro, suas regras e valores, no meio congressual.

O major foi eleito em 2018, baseando sua campanha no combate à “ideologia de gênero”, ao “kit gay”, à “doutrinação nas escolas” além de toda a parafernália conspiratória para ganhar votos. Ademais, é um fervoroso defensor da redução da maioridade penal.

Cabe destacar, diante destas políticas do deputado, que em março de 2015 a associação decidiu tornar política nacional seu posicionamento contrário à redução da maioridade penal, em um documento assinado pela Diretoria Executiva Nacional. Além disso, em abril de 2015, a associação nacional também se posicionou favorável às relações homoafetivas, enfatizando que a homofobia ou qualquer tipo de discriminação é contrária aos princípios escoteiros. Ressalta, ainda, que o tema deve ser abordado com naturalidade e de forma educativa dentro do movimento.

O major, no entanto, representa o inverso destas duas políticas, além de outras tantas que o escotismo tenta defender nestes últimos 5 anos. Não há razão nem lógica para que se coloque um deputado, cujas convicções são contrárias aos princípios do escotismo, como porta-voz do movimento na Câmara de Deputados. Não há razão, ainda, que diretores nacionais, representando o escotismo, juntem-se em reunião com cidadãos contrários às políticas institucionais.

Certamente, a diretoria de integridade acionará as medidas cabíveis contra toda a cúpula da UEB e não dará razão a este blog quando afirmou, em outro artigo, que o “Código de Conduta” imposto pela associação só seria aplicado na base escotista e não na direção.

Para a juventude, é importante que saiba que, quando falamos da direção do escotismo, tudo vale por uma migalha de pão ou um pouco de atenção. Depois, esta mesma diretoria tenta saciar esta sede de algum progresso institucional, enganando vocês com uma preocupação fingida através de assuntos menores como “gênero neutro” e afins. O que tem que ficar claro é que esta diretoria atual, que teve que manobrar para se eleger, não representa nenhuma juventude do Brasil e – como podemos ver – muito menos a que compõe o movimento escoteiro.

Um comentário em “Cúpula da UEB participa de live com deputado federal. E daí?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s