UEB-SP impõe sanções a grupos que não participarem em atividade.

ueb-spA diretoria da UEB-SP marcou uma série de reuniões para o dia 30/07, em que prevê a presença da direção nacional. Para um desses encontros, a região exige a presença de um representante de cada grupo escoteiro de São Paulo.
Com o desejo de “mostrar a força da região”, o diretor-presidente da UEB-SP, sr. Jabs Costa, não teve melhor ideia do que fazer circular a possibilidade de sanções: impedir emissão de certificado de funcionamento, retiradas de pontos para o grupo padrão, entre outros.

Vejamos o comunicado (os negritos são meus) de um dos comissários depois da reunião de Conselho Consultivo, onde a diretoria regional tratou sobre “sanções”.

Caros Chefes,

Como já devem saber teremos 2 encontros regionais importantíssimos no MESMO DIA em 30/07/2016.
A participação nos Encontros é gratuita, mas o almoço será por conta de cada participante.

1º – ENCONTRO REGIONAL DOS GESTORES DE UEL
Para os Diretores Presidentes (ou qualquer outro dos dois diretores eleitos) – por isso foi pedido o envio da ultima ata da assembleia de eleição para o comissário – será na UNICID do Tatuapé.
(inscrição pelo sigue)

2º – ENCONTRO REGIONAL DOS COORDENADORES DISTRITAIS DE RAMO, ASSUNTOS E MODALIDADES.
Para os coordenadores distritais dos Ramos: Lobinho, Escoteiro, Senior, Pioneiro, Radioescotismo e Gestão de Adultos – será na Faculdade Flamingo da Barra Funda.
(inscrição pelo Comissário, que deverá enviar e-mail único com todos os nomes, tels, e-mails, cfp e rg dos participantes)

A Diretoria Regional quer além dos assuntos tratados, já que o Presidente da DEN confirmou presença, mostrar sua força no âmbito nacional.
Então querem reunir todos os diretores dos 324 grupos do estado e os 33 comissários distritais, e no outro evento todos os coordenadores de SP.
A DR não medirá esforços para tal e praticará sanções para os ausentes. Será um evento como nunca antes planejado nesta abrangência e exigência.

Visto que os Chefes possuem dupla função, precisamos coordenar a inscrição do titular ou adjunto para suprir os dois eventos. Pedimos então que se alinhem para que em nossa reunião do dia 12/07 possamos ter este assunto resolvido.

A mensagem e os negritos acima se referem ao comunicado veiculado pela direção regional, assinado pelo diretor-presidente. Este foi o comunicado:

Sobre a questão das sanções da região:

No acaso do não atendimento da convocação a reunião do dia 30/07, estou verificando as sanções com a Nacional, que pode ser perda de pontos no Grupo Padrão, Emissão de Relatório de detalhado da atual situação do grupo com a devida justificativa do não comparecimento, caso não ocorra ou não seja aceita a justificativa, causando não recebimento de certificando anual de funcionamento e a intervenção da UEL. Esperamos que nada disso seja necessário, afinal cada UEL tem pelo menos 3 representes eleitos e a convocação ocorreu com muita antecedência, o assunto a ser tratado é ou deveria ser do interesse de todos. Deixar todos com o mesmo nível de informação e criar um sentimento de União e trabalho em equipe é uma das metas dessa Diretoria.

Sempre Alerta para Servir!
Jabs Costa

“Bonificações”

Após questionamentos, o diretor-presidente da região entrou em contato somente com os comissários. A mudança de abordagem na questão das sanções, não deixando de ser também peculiar, agora fala em bonificações. Estas bonificações são, na verdade, penalizações veladas aos que não participarem do evento. Tanto o desconto do registro anual (que é fixado em assembleia e, em princípio, não poderia ser mudado) acaba sendo arcado por aqueles que não participem. O mesmo caso se aplica ao “desconto em cursos de formação”. É justo que os que não forem à atividade paguem por aqueles que foram? Vejamos:

Caros Comissários,

Vamos mudar a abordagem sobre o não comparecimento dos Gestores, vamos buscar uma abordagem mais amena, uma bonificação para os Grupos que se fizerem presentes. Entre as alternativas estão:

. pontos no Grupo Escoteiro padrão;
. desconto no registro anual
. desconto em cursos de formação.

Assim não causamos ruídos desnecessários, vamos esperar que os Grupos compareçam.

Obrigado,

Sempre Alerta para Servir!
Jabs Costa

Precisamos mesmo de um giro de 180º graus na administração do escotismo brasileiro. As mesmas unidade locais que agora correm risco de serem punidas deveriam estar no controle institucional. Representantes de Grupos Escoteiro não deveriam comparecer a um evento sob ameaça, ainda arcando com os gastos. No decorrer da história, nada foi mudado sem um pouco de desobediência civil.

:::::

Atualizado – 21/07/2016

“Não escrevi isso”, “não se falou em sanção”, “não é verdade” e outros impropérios foram ditos em relação a este texto, como se as afirmações proferidas pela diretoria da região fossem invencionices do autor do blog. Abaixo, as capturas das conversas e e-mails.

Anúncios

10 pensamentos sobre “UEB-SP impõe sanções a grupos que não participarem em atividade.

  1. A intenção disto tudo está muito clara e exposta no próprio comunicado: mostrar a “força” da Região Escoteira do Estado de São Paulo ao atual diretor-presidente da DEN que, sabemos, é de grupo político diverso ao apoiado pela DRSP a nível nacional.

    Na minha opinião, toda vez que se tem de demonstrar força no âmbito político a intenção é de intimidação.

    Por outro lado, a DRSP afirma no primeiro comunicado que existem tratativas com a Nacional com fins de definir punições aos ausentes. Então, a dúvida é sobre quem se pretende intimidar: a DEN ou o restante das Regiões do país?

    O que me chega é que a diretoria da RESP disse que “tudo que não é oficial é falso” e que os textos [no que pese o tom imperativo dos mesmos] são meras “consultas” ao Conselho Consultivo daquela Região.

    Ora, qualquer pessoa de inteligência mediana sabe diferenciar entre o que é “falso” e o que é “oficial”.

    O que se escreveu, o texto dos comunicados enviados aos comissários é legítimo, verdadeiro e vindo da parte do atual diretor-presidente da RESP. A autoria dos mesmos é irrefutável e o que ali está escrito, mesmo que se considere mera “sugestão”, também o é, sem duvidas.

    Por outro lado, é discutível o conceito que a DRSP dá para o termo “oficial”, escudando-se no fato de não haver publicado nenhuma normativa implementando sanções ou bonificações aos associados e grupos escoteiros. Ou seja, na visão da DRSP um memorando onde se diz que não se poupará esforços para aplicar sanções aos insubmissos, listando as possíveis punições, vindo do seu diretor-presidente, não é “oficial” pq não há resolução publicada.

    Seria bem mais honesto e escoteiro que o atual diretor-presidente da RESP, ao invés de tentar explicar/desmentir esta ENORME MARCA DE BATOM NA CUECA, viesse a público assumindo o erro, no quanto é absurdo, ao menos, cogitar sanções ou bonificações para que grupos escoteiros enviem representantes para qualquer evento oficial, se desculpasse com os associados e encerrasse o assunto.

    Só espero que, a exemplo do que ocorreu com as anulações ilegais das AR’s do Maranhão e do Paraná pela antiga DEN, não surja um “Parecer Jurídico” afirmando que sanções ou bonificações neste caso são lícitos e encontram guarita em nossos regulamentos.

    Ambos são ilegais do ponto de vista estatutário e imorais por qualquer lado que se analise a situação: sanções serviriam para conseguir adesões através da força, do terrorismo institucional e bonificações através de benesses não previstas em nossos regulamentos o que as transformaria em suborno.

    Seja por um lado (sanções) ou por outro (bonificações) esta história entra para o rol das bizarrices administrativas da UEB, superando, até com folga, as patacoadas da antiga DEN e do CAN com as anulações das AR’s do Maranhão e do Paraná.

  2. Inconcebível o despotismo dessa gente. Como de costume, foram eleitos, não é? A representatividade que esse sistema estatutário da UEB impõe é calamitosa. Não há outro termo.

  3. Pingback: UEB-SP cria “Conselho dos Velhos Lobos”…e você deve torcer pro ano acabar logo. – Café Mateiro

  4. Pingback: Fica decretado: abolir um lenço no enche de sentimento de unidade. – Café Mateiro

  5. Pingback: UEB-SC resolve usar a marca nacional e agora “somos um só”. Só que não. – Café Mateiro

  6. Pingback: [Revival] Membros do CAN fazem manifesto contra a DEN. – Café Mateiro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s